Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Revista Científica da FAP está com chamada aberta para submissão de trabalhos

Revista Científica da FAP está com chamada aberta para submissão de trabalhos

pesquisa

por publicado: 10/02/2020 09h41 última modificação: 10/02/2020 09h42

CALL FOR PAPERS – REVISTA CIENTÍFICA FAP online (ISSN 1980-5071)
04/02/2020 a 02/07/2020
DOSSIÊ: ARTE E(M) ESPAÇO URBANO E PARTICIPAÇÃO DO PÚBLICO

A Revista Científica/FAP online vem se consolidando há 14 anos como uma
publicação semestral do campus de Curitiba II/Faculdade de Artes do Paraná da
Unespar e que tem por objetivo divulgar artigos, resenhas, ensaios, entrevistas e
traduções produzidas por Doutores e/ou Mestres em duas formas de chamadas:
Dossiês Temáticos e Fluxo Contínuo, para recebimento de trabalhos situados nas
áreas de Artes Visuais, Arte/Tecnologia, Artes do Vídeo, Cinema, Dança, Fotografia,
Performance, Música, Teatro, Comunicação, Educação e Ciências Humanas, nas
suas mais variadas formas de análise interdisciplinar, fomentando, assim, o
intercâmbio entre pesquisadores de diversas instituições de ensino – nacionais e
internacionais.
PRAZOS: O prazo de submissão dos textos e dos currículos à Revista
Científica/FAP será: de 04/02/2020 a 02/07/2020, postando o artigo, mediante a
realização de cadastro, no site:
http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/revistacientifica
(Após este prazo, os artigos são encaminhados aos pareceristas/revisores ad
hoc da Revista)
DOSSIÊ: ARTE E(M) ESPAÇO URBANO E PARTICIPAÇÃO DO PÚBLICO
Coordenadores:
Prof. Dr. André Sarturi (UNESPAR)
Prof. PhD. Holly Elizabeth Cavrell (UNICAMP)
Prof. Dra. Milene Lopes Duenha (UNESPAR)
Ementa: Dada a crescente onda de ataques à democracia, à ciência e à
participação pública, faz-se urgente a reflexão a respeito de tais temas no ambiente
político/cultural atual, tanto na esfera global, quanto na América Latina e, em
especial, no Brasil. Na esfera da arte em espaços urbanos, diversos governos
municipais vêm tentando proibir de maneira declarada a prática artística realizada
em espaços públicos, criminalizando artistas e colocando o debate a respeito da arte
junto com legislações higienistas relacionadas ao “barulho e à limpeza pública”. No
campo da participação pública e política, conselhos e órgãos de cultura estão sendo
desarticulados, desautorizados ou ocupados por pessoas cujos discursos
autoritários se alinham no sentido da redução dos espaços de discussão pública, ou
seja, da não participação, e desarticulação dos modos de mobilização popular e(m)
sua livre expressão, cujo maior alvo tem sido a arte. Dessa forma, faz-se urgente
debater temas tais como a Arte e(m) Espaço Urbano e Participação do Público.
Neste dossiê serão aceitos artigos que discutam sobre a relação entre a produção
artística e os espaços públicos, bem como, processos artísticos que convidem,
convoquem, evoquem ou provoquem o público a participar. Como participação,
entendemos o compartilhamento da autoria promovido por tais processos artísticos.

Dessa forma, diferenciamos participação de interação. Todavia queremos discutir
trabalhos artísticos que também explorem formas éticas, estéticas e participativas de
se estar no mundo. Também serão aceitos trabalhos que discutam os conceitos de
participação e criação artística em espaços urbanos, bem como, seu cruzamento por
temas relativos à ocupação dos espaços urbanos e sociais, democracia, controle
narrativo (e quais a implicações de tal controle nos trabalhos participativos? Quem
tem ou não o controle narrativo? Qual a relação entre o controle narrativo e o local
de fala? Quais as implicações dos participantes nos trabalhos participativos? Etc..),
emancipação (ou não) do espectador e recepção.
Eixos temáticos de interesse do dossiê:
1) Produção artística e(m) espaços públicos;
2) Processos artísticos e modos de convite à participação;
3) Autoria compartilhada do acontecimento na arte;
4) Diferenças entre participação versus interação nas proposições artísticas;
5) Formas éticas, estéticas e participativas de ser/estar no mundo;
6) Ocupação dos espaços urbanos e sociais pela/com/como arte;
7) Democracia, controle narrativo e implicações éticas e estéticas;
8) Emancipação (ou não) do espectador;
9) Implicações e co-implicações na produção artística no/com o espaço urbano;
10) Proposição e recepção em arte - expectativa versus espectador.
Coordenadores:
André Sarturi: é professor colaborador da Universidade Estadual do Paraná
(Unespar) – campus de Curitiba II/Faculdade de Artes do Paraná (FAP). Doutor em
Artes da Cena (UNICAMP). Mestre em Teatro (UDESC). Possui licenciatura em
Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Foi coordenador
da pós-graduação em Dança: Educação e Cultura (IPGEX), em Florianópolis/SC.
Participa, como artista criador, do Coletivo Artístico NIjinski, onde desenvolve
trabalhos relativos a criação artísticas ligadas à temática da memória. Recebeu o
Prêmio Funarte de Artes na Rua pelo espetáculo Nijinski: Para Dentro do Coração de
Deus. Escreve sobre improvisação, interação e composição em tempo real, tendo
vistas as conexões entre as artes da cena (dança/teatro/performance) e o Roleplaying
Game. Também trabalha com treinamento de artes marciais para a dança. Atua
principalmente nas seguintes áreas: teatro e dança, poéticas experimentais em dança,
roleplaying game, filosofia e arte. Além disso possui publicações em diversas áreas,
tais como: artes do corpo, ensaios filosóficos, dança, teatro, performance, artes
marciais, educação ambiental e jogos de RPG.
Contato: andresarturiteatro@gmail.com

Holly Elizabeth Cavrell: é Doutora em Artes pelo Instituto de Artes da Universidade
Estadual de Campinas (UNICAMP); possui pós-doutorado na NYU na Gallatin School
for Individualized Study, com o projeto "Desenvolvendo a Intimidade através de
Intervenções Artísticas em Espaços Não-Convencionais" com supervisão de Julie
Malnig, PhD. É graduada em Comunicação e Artes do Corpo pela Pontifícia
Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Foi chefe do Departamento de Artes
Corporais do Curso de Dança da Unicamp (2012- 2016), coordenadora associada do
Curso de Dança da Unicamp (1993-2003), membro da comissão de Graduação,
Conselho Departamental e membro titular da Sub Comissão de Pós Graduação do
programa Artes da Cena. É professora da Universidade Estadual de Campinas,
atuando tanto na Graduação quanto no programa da Pós-Graduação Artes da Cena

principalmente nas áreas de dança moderna e contemporânea, composição
coreográfica, improvisação e história da dança. Diretora do grupo Domínio Público,
grupo de pesquisa em Dança Contemporânea. Lidera o grupo de pesquisa Cia.
Domínio Público, membro do grupo de pesquisa Gepeto e co-lidera o grupo de
pesquisa Núcleo Redes.
Contato: hcavrel@gmail.com
Milene Lopes Duenha: professora colaboradora do curso de Bacharelado e
Licenciatura em Dança da Universidade Estadual do paraná (Unespar) – campus de
Curitiba II/Faculdade de Artes do Paraná (FAP). Bailarina, performer, atriz e arte-
educadora. Possui graduação em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de
Londrina (UEL) e pós-graduação em Artes Visuais/Arte-educação pela mesma
instituição. É mestre e doutora em Teatro pela Universidade do Estado de Santa
Catarina (UDESC). Foi bolsista do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior
pela Capes na Universidade de Lisboa em 2017. Pesquisa composição nas artes
presenciais e as relações entre ética, estética e política. Interessa-se por questões
ligadas ao corpo ingovernável e seus modos de estar/fazer como potência de afeto.
Atua na intersecção entre as linguagens da dança, da performance e do teatro
desenvolvendo uma pesquisa artística no coletivo Mapas e Hipertextos e no projeto
Corpo, Tempo e Movimento. É pesquisadora associada ao AND Lab Research -
Centro de Investigação Arte-Pensamento & Políticas da Convivência, Lisboa, Pt
integrando a linha de pesquisa e criação ANDbodiment e integra a equipe de
coordenação do núcleo AND Lab - Curitiba, Paraná.
Contato: miduenha@yahoo.com.br

*Previsão de publicação da edição: novembro/dezembro de 2020
Editora Chefe dos Periódicos da FAP: Profa. Dra. Cristiane Wosniak